Pular para o conteúdo principal

Suspeita de Raiva deixa produtores e população de Piritiba, Mundo Novo e região, em estado de alerta


A raiva é uma doença incurável e altamente mortal, a única maneira eficaz de evitar essa doença é através de vacinação. Nas cidades vacinam-se os cachorros, na zona rural, tanto os cachorros quanto o gado, vale ressaltar que o principal transmissor desta doença é o morcego. Uma das formas de reduzir o risco de contaminações é a utilização de pomadas Vampiricidas, que são passadas no ferimento onde o morcego se alimentou do sangue, pois ele sempre volta àquele local para se alimentar novamente, mas jamais devemos nos esquecer de vacinar os animais.

A raiva é uma doença que acomete todos os animais de sangue quente, principalmente mamíferos, inclusive o homem, sendo a principal forma de contaminação é através do contado da saliva do animal portador do vírus com qualquer ferimento ou por mordeduras, outra forma, contato de outras secreções com ferimento e/ou mucosa, a exemplo do olho. Os sintomas mais comuns são agressividade e comportamento destrutivo, contra humanos, outros animais e objetos, inquietação, andar sem rumo, salivação excessiva e convulsões, tem também a fase paralítica com paralisia mandibular e da língua, paralisia dos membros posteriores e flacidez da cauda.

Nas ultimas semanas ocorreram algumas mortes de bovinos nas cidades de Piritiba, Mundo Novo e Várzea do Poço, no interior da Bahia, com sintomatologia semelhante à raiva, o que vem preocupando a ADAB-Agência de Defesa Agropecuária do Estado da Bahia, foi notificado com a informação que os sintomas se assemelham ao da Raiva, imediatamente um técnico desta instituição se deslocou até um dos locais para fazer coleta de material e encaminhar para análise, caso confirmado esta doença, providências serão tomadas

Em contato com a ADAB em Miguel Calmon, nos foram confirmadas a suspeitas e algumas orientações foi passada para a comunidade. Se por acaso houver casos suspeitos, deve-se imediatamente comunicar a ADAB, para que sejam tomadas as devidas providências, que é a coleta de material para encaminhamento para laboratório, se passar 6 horas da morte do animal, o material a ser coletado não servirá mais, pois não haverá achados que comprovem a doença. Depois de feita a coleta, pode enterrar ou incinerar o cadáver. Não devemos esquecer os cuidados, evitar contato com secreções dos animais doentes ou suspeitos se houver necessidade, importante usar luvas e demais equipamentos de proteção.

Informações de: André Luiz Varjão Rios, Médico Veterinário CRMV - BA 3935

Telefones para contato (74) 9959 - 8515 (74) 9113 - 7803 (whatsapp)

Fonte: Cartaz da Cidade / Por: Eliane Barros

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeito de Mundo Novo-BA, Dr. Adriano participa dá entrega das viaturas com Rui Costa, em Ruy Barbosa

Fonte: Coisas do Jacuipe

Em pleno Carnaval as máquinas não param na limpeza do Açude de Baixa Grande

Iniciada no dia 13 de fevereiro de 2017 a obra de revitalização do açude na localidade de Pecuária em Baixa Grande chama atenção da comunidade pelo acúmulo de lama, rapidez e dedicação nos trabalhos, os trabalhadores segue de domingo a domingo e nem mesmo no feriado de Carnaval a equipe de Trabalho param, o Portal Bacia do Jacuípe foi até a aguada nesta terça-feira, encontrou 11 caçambas e 8 máquinas trabalhando, as máquinas se concentram na parte mais funda do açude onde a lama acumulada chega a 4 metros.

O aposentado João Queiroz conta que morava no distrito de Italegre, e sempre passava ao lado da aguada, ele conta que nestes 50 anos é a primeira vez que aguada é limpa, “já é alguma coisa para o novo prefeito, entrou agora e já tem muitas coisas feitas em sua administração”. Conta João

REPORTAGEM EM VÍDEO



O diretor de estradas e rodagens, Jurandir Oliveira, conta que está acontecendo uma das melhores ações do governo, ele conta que este açude tem aproximadamente 87 anos de cava…

Homem é assassinado a tiros em Tapiramutá

Givaldo Pereira dos Santos, 29 anos, conhecido como Nego Zinho, foi assassinado com disparos de arma de fogo na noite desta segunda-feira, 17 de abril de abril 2017, na cidade de Tapiramutá.

Segundo informações, três elementos encapuzados chegaram abordo de um carro preto em um bar e efetuaram vários disparos contra Givaldo, que morreu no local.

Ainda de acordo com informações, um jovem de 21 anos identificado como Marcos Cardoso que estava no local também foi atingido com um tiro de raspão na região da orelha, sendo atendido no hospital local e em seguida liberado.

Não há informações sobre a motivação do assassinato. A Polícia Militar esteve no local guardando a cena do crime e o corpo foi recolhido pelo Departamento de Polícia Técnica para o IML de Jacobina.



Fonte: Augusto Urgente