Pular para o conteúdo principal

Conta de luz ficará mais cara em novembro


A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz no mês de novembro será a amarela, com custo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A medida se deve às condições hidrológicas menos favoráveis, o que determinou o acionamento de usinas termelétricas, mais caras.

Desde abril deste ano, a bandeira tarifária estava verde, ou seja, não havia custo extra para os consumidores. No ano passado, todos os meses tiveram bandeira vermelha, primeiramente com cobrança adicional de R$ 4,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3 a cada 100 kWh.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, mais cara do que a energia de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país.
Cobrança

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência considera que a bandeira torna a conta de luz mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.

Fonte: CORREIO BRASILIENSE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeito de Mundo Novo-BA, Dr. Adriano participa dá entrega das viaturas com Rui Costa, em Ruy Barbosa

Fonte: Coisas do Jacuipe

Em pleno Carnaval as máquinas não param na limpeza do Açude de Baixa Grande

Iniciada no dia 13 de fevereiro de 2017 a obra de revitalização do açude na localidade de Pecuária em Baixa Grande chama atenção da comunidade pelo acúmulo de lama, rapidez e dedicação nos trabalhos, os trabalhadores segue de domingo a domingo e nem mesmo no feriado de Carnaval a equipe de Trabalho param, o Portal Bacia do Jacuípe foi até a aguada nesta terça-feira, encontrou 11 caçambas e 8 máquinas trabalhando, as máquinas se concentram na parte mais funda do açude onde a lama acumulada chega a 4 metros.

O aposentado João Queiroz conta que morava no distrito de Italegre, e sempre passava ao lado da aguada, ele conta que nestes 50 anos é a primeira vez que aguada é limpa, “já é alguma coisa para o novo prefeito, entrou agora e já tem muitas coisas feitas em sua administração”. Conta João

REPORTAGEM EM VÍDEO



O diretor de estradas e rodagens, Jurandir Oliveira, conta que está acontecendo uma das melhores ações do governo, ele conta que este açude tem aproximadamente 87 anos de cava…

Homem é assassinado a tiros em Tapiramutá

Givaldo Pereira dos Santos, 29 anos, conhecido como Nego Zinho, foi assassinado com disparos de arma de fogo na noite desta segunda-feira, 17 de abril de abril 2017, na cidade de Tapiramutá.

Segundo informações, três elementos encapuzados chegaram abordo de um carro preto em um bar e efetuaram vários disparos contra Givaldo, que morreu no local.

Ainda de acordo com informações, um jovem de 21 anos identificado como Marcos Cardoso que estava no local também foi atingido com um tiro de raspão na região da orelha, sendo atendido no hospital local e em seguida liberado.

Não há informações sobre a motivação do assassinato. A Polícia Militar esteve no local guardando a cena do crime e o corpo foi recolhido pelo Departamento de Polícia Técnica para o IML de Jacobina.



Fonte: Augusto Urgente